Turismo cresce em São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe esteve presente na  Feira Internacional de Turismo de Berlim (ITB) à procura de novas perspetivas de negócios.




 

São Tomé e Príncipe ainda não acabou de contabilizar o número de visitantes em 2016. Mas a diretora do Turismo, Mirian Daio, diz que se surpreendeu com o desempenho do seu país.

“Prevíamos ter um aumento de cerca de quatro mil turistas. Ou seja, prevíamos passar de 20 mil para 24 mil. Tudo indica que estamos nos 30 mil, embora ainda não tenhamos fechado os dados,” comenta.

Segundo Mirian Daio, um novo público ter-se-á interessado pelo país, representando cerca de 20% dos visitantes.

“O novo perfil são os expatriados que estão na costa africana. A nova escala que temos da [companhia aérea portuguesa] TAP, que para em Acra [no Gana], trouxe-nos realmente uma nova clientela.”

Belo Monte Hotel

A diretora do Turismo de São Tomé e Príncipe diz que a capacidade de acolhimento chegou a ficar esgotada em alguns momentos, motivo pelo qual o país quer aumentar o número de camas.

“Atualmente temos cerca de 1.400 camas. Contamos ter mais cerca de 200 a 250 camas no final de 2017. Em 2018, pensamos também, pelo menos, conseguir ampliar novamente e ter mais 250 camas,” prevê Daio.


A Feira Internacional de Turismo de Berlim terminou no domingo (12.03). Este ano, o Botswana é o país parceiro da ITB. É a primeira vez que um país da África Austral está sob os holofotes de um dos eventos internacionais mais importantes para o setor turístico.

 

Fonte: Deutsche Welle