Abril 2017

Inquérito para Plano Estratégico e de Marketing para o Turismo de São Tomé e Príncipe

A Direcção Geral do Turismo e Hotelaria, com o apoio do Banco Mundial, está a desenvolver o Plano Estratégico e de Marketing para o Turismo de São Tomé e Príncipe.

Este é um documento fundamental para suportar o desenvolvimento sustentável daquele que é um sector central da economia do nosso país e, como tal, necessitando de uma estratégia actual e dinâmica.

Porque queremos um processo aberto, inclusivo e em que todos os interessados no turismo santomense possam participar, estamos a levar a cabo um processo de auscultação da população, dos empresários do turismo e actividades afins, e de todos os interessados e parceiros do nosso turismo. Assim, estamos a organizar reuniões nos distritos, seminários com o trade turístico e reuniões com parceiros públicos e privados. Para dar o seu contributo, por favor acesse e preencha o questionário no link:

Guia do que não perder em São Tomé e Príncipe

Com roças e praias sem fim, cheiro a café e sabor a cacau, as ilhas de São Tomé e Príncipe guardam vários encantos. Do mar de peixe maravilhoso às florestas densas, nove sugestões a não perder.

Ilhas lindas, de roças e praias sem fim. Com cheiro a café e sabor a cacau, mar de peixe maravilhoso e florestas densas de verdes únicos. São Tomé e Príncipe de criançada a correr, de gargalhada fácil, de povo simples de sorriso inteiro. Ilhas de banana e fruta-pão, de coqueirais e de história nossa, o cenário perfeito para uns dias entre mergulhos e passeios. Aqui fica o roteiro do que não pode mesmo perder nas duas ilhas.

Em São Tomé

Uma praia

A Praia Inhame, no Sul de São Tomé, mesmo em frente ao lhéu das Rolas, é uma das praias bonitas da ilha. Tem um lodge, um restaurante com bom peixe e um projeto de preservação das tartarugas marinhas. Nesta praia pode também alugar um barco para ir até às Rolas, a travessia demora cerca de 15 minutos.

 

 

Um lodge

O Mucumbli fica na Ponta Figo, na costa Oeste, e é um dos melhores alojamentos da ilha. Tem uma dúzia de cabaninhas no topo de uma falésia, todas com uma vista única, e ainda uma praia semi-privada e um restaurante de comida biológica.

Um restaurante

Na Roça São João dos Angolares tem oportunidade de provar as melhores iguarias de São Tomé e Príncipe recriadas pelas mãos do chefe João Carlos Silva. Cada almoço de degustação conta com meia dúzia de entradas, um prato e uma sobremesa e custa 20 euros por pessoa. O repasto é único e a vista da roça também. Reservas obrigatórias através da página de Facebook.

Um dia bem passado

Procure o Club Santana, um resort 15 quilómetros a Sul da cidade de São Tomé. Não é preciso ficar hospedado para poder passar lá o dia. Quem não for hóspede pode pagar um bilhete de entrada e usufruir da praia, da piscina e do restaurante à beira-mar. É o sítio ideal para passar um dia entre o mar e a espreguiçadeira. O preço do bilhete — 10 euros por pessoa — pode ser descontado em consumos no restaurante ou no bar.


Um sítio para beber um copo

Mais perto do centro, junto à praia e com vista para a mesma, fica o “Pirata”. Restaurante bem enquadrado, decorado e com boa confecção. Por vezes, no fim de semana e feriados, tem música ao vivo e muita animação..

 

Uma roça

Há muitas roças em São Tomé, mas a Roça da Boa Entrada é das que têm melhor energia. Talvez por ainda conservar lá dentro uma escola e não faltarem crianças a correr ao encontro de quem chega. Resista à tentação de distribuir doces. Se quiser dar alguma coisa, dê roupa ou material escolar a uma instituição local que depois fará a distribuição dos bens da melhor forma.

Na Ilha do Príncipe

Uma praia

A Praia Banana é considerada a mais bonita da ilha e é fácil perceber porquê. Cá em cima, do alto da Roça Belo Monte, a vista sobre o mar turquesa e a vegetação é soberba. Lá em baixo, o areal branco e as águas transparentes confirmam o cenário.

 

Um hotel

O Belo Monte Hotel, uma antiga roça restaurada e convertida num hotel de charme. Um espaço lindo que nos transporta para outro tempo, onde os quartos são soberbos e o atendimento de uma simpatia única. Quarto duplo a partir de 260 euros com pequeno almoço e jantar incluídos.

Uma roça

A Roça do Terreiro Velho é a única da ilha onde existe produção de cacau. É daqui que vêm os fantásticos chocolates Claudio Corallo e que se tem — não nos cansamos de escrevê-lo — a vista mais bonita da ilha.

Saiba mais:

MELHORES HOTÉIS —> CLIQUE AQUI
MELHORES RESTAURANTES  —> CLIQUE AQUI
MELHORES PONTOS TURÍSTICOS  —> CLIQUE AQUI

Como ir

Reserve Voos baratos para São Tomé ida e volta  desde 489€

Créditos com adaptação: Observador.pt | Catarina Serra Lopes | Jacques Le Roux | Dário Paraíso | Cruza Mundos | Bruno Correia

Os melhores pontos turísticos em São Tomé e Príncipe

É entre o verde de diferentes tonalidades da floresta e o azul do mar, também com tons distintos, que se faz uma paisagem inesquecível de tão opulenta que é!
Apresentamos aqui uma lista de locais, entre muitos, de paragem obrigatória não apenas pela sua beleza e encanto mas também pela sua riquesa histórica




Fortaleza de São Sebastião – Museu Nacional

A Fortaleza de São Sebastião foi o primeiro edifício com carácter defensivo erguido em S. Tomé. A sua construção foi concluída em 1575, tendo sido decidido fazê-la numa altura em que, dada a sua prosperidade económica, sustentada pelo comércio, a cidade foi alvo de contínuos ataques.


Boca do Inferno


A Boca do Inferno é um pequeno canal que foi erodido pelo mar numa massa de rocha basáltica originária numa das muitas erupções vulcânicas que formaram a ilha. Devido à sua forma peculiar e à maneira como as ondas são canalizadas num crescendo de espuma ganhou o nome e a fama de sítio perigoso, associado ao demónio.
A lenda que associa este lugar à Roça de Agua-Izé assenta exactamente na maldade, pois dizem que um dos antigos proprietários era tão mau, que quando partia de férias não ia de barco, montava a cavalo e desaparecia pela Boca do Inferno. O seu nome perdeu-se no tempo, mas da fama não escapou.

Ilhéu das Rolas (Marco do Equador)

A linha imaginária do Equador que separa os hemisférios atravessa o ilhéu das Rolas no sul de S. Tomé, fenómeno de grande interesse e que atrai muitos visitantes que para ali se deslocam com o objectivo de apreciar esta raridade da humanidade. Para muitos, esta é a oportunidade singular para se colocar de uma só vez entre os dois hemisférios do Globo.

Pico Cão Grande
Pico Cão Grande São Tomé

O Pico Cão Grande resulta de uma erupção vulcânica muito antiga com 663 metros de altitude, uma das referências paisagísticas do sul de S. Tomé. Apesar de não dispor de elevada altitude ao contrário de outros picos, o Cão Grande é o que oferece maiores dificuldades quando se pretende escalá-lo. Quem tiver o singular privilégio de visualizar esta rara “pedra preciosa” certamente ficará repleto de variadíssimas e agradáveis sensações.

Lagoa Azul
Lagoa Azul São Tomé

Pouco mais a Norte fica a Praia Lagoa Azul, cujo nome vem da cor das suas águas – azul turquesa! Praticamente não tem areia, mas as suas águas são cristalinas. é um local único no mundo e obrigatório visitar neste arquipélago, As águas azuis da pequena baía dão uma imagem de destaque na paisagem. Um local para os amantes da pesca submarina

Praia Jalé

Jalé  é o lugar ideal para os amantes da natureza que buscam a verdadeira aventura, e que ao mesmo tempo querem ser parte nos esforços de conservação da natureza e cultura local
Ainda mais a Sul, quase na ponta da Ilha de S. Tomé, fica a Praia Jalé, uma das mais bonitas e extensas da ilha. Água limpida, com tonalidade forte e areia clara e limpa. Muito perto há um pequeno empreendimento turistico (ecoturismo sobre a praia com 3 bungalows, para um máximo de 6 pessoas). Poderá ter-se a sorte de assistir à desova das tartarugas!

Parque Natural Ôbo

O Parque Natural Ôbo é uma área protegida de São Tomé e Príncipe. Apesar do nome, é considerado categoria II (parque nacional) pela IUCN.

Foi criado em 2006, com o objetivo de proteger a grande biodiversidade existente no arquipélago. Ocupa uma área de cerca de 235 km2 na ilha de São Tomé e de cerca de 85 kmna ilha do Príncipe.

O parque é conhecido internacionalmente entre os ambientalistas pelas suas florestas densas e ricas em biodiversidade. Caracteriza-se pela grande variedade de biótopos, pois podemos encontrar no arquipélago floresta de montanha, mangais e área de savana. Mundialmente conhecido. O Parque Natural Ôbo pode dividir-se no Parque Natural de São Tomé e no Parque Natural do Príncipe.

Praia Banana Príncipe
Praia Banana é a praia mais famosa do Príncipe. O mar vai do verde-água ao azul cobalto, sempre cristalino, e recambia qualquer adulto empedernido à infância despreocupada. É vê-los, viajantes solitários, a correr até à água de sorriso rasgado, ou a deixar que o mar faça o seu vaivém enquanto os enrola na areia clara da praia Banana.

Roça Bombaim

A Roça Bombaim é uma média empresa situada no centro da ilha de S. Tomé com uma área total de 143 hectares, constituída por oito edifícios, sendo um deles o edifício da Administração que foi transformado num pequeno Hotel.
A roça foi privatizada em 1995 com um contrato de concessão para um período de 20 anos renováveis em igual período.
Inserida no meio da floresta tropical, o jardim que circunda a casa recuperada encanta todos os que por lá passam dando uma pequena mostra botânica do mundo.
No hotel ainda se pode deliciar diversos pratos da terra como o peixe “Concom” e fruta-pão assados na brasa, além de curiosos porta-lenços feitos pelos artesãos locais .

E saindo um pouco para se aventurar pelos arredores temos o cantinho dos namorados, inúmeros riachos, cascatas, que passam por um caminho inspirador, tudo a poucos minutos do hotel.

Cascata São Nicolau
Cascata São Nicolau

Seguindo o percurso mais para o interior da ilha, chega-se à cascata de São Nicolau, a mais conhecida de São Tomé e Príncipe. A vegetação é exuberante, o ar fresco e a tranquilidade convidam ao relaxe. Este ponto turístico fica a 60 quilómetros da cidade de São Tomé. A frescura da água envolve o ser de quem a prova. Em definitivo, o que se sente à chegada à cascata é inexplicável. Mas tudo o que qualquer turista pode concluir é que ali há um casamento perfeito e duradouro entre os vários elementos da natureza. Por exemplo, o verde das plantas dá uma visibilidade ímpar às pedras de cores frias e cobertas de gotas de água. Por todos estes encantos, a cascata de São Nicolau é, sem dúvidas, um lugar de visita obrigatória sempre que se viaja para São Tomé e Príncipe

Roça Agostinho Neto


A Roça Agostinho Neto recebeu este nome após a independência nacional em 1975, em memoria do primeiro presidente de Angola.
A roça organiza-se através da artéria principal que é fortemente marcada pelo imponente hospital, implantado na extremidade mais elevada, bem como pelos terreiros e socalcos que acompanham o declive. Na era colonial era esta roça que possuia o sistema ferroviário do arquipélago, a partir do qual se estabelecia a ligação e o abastecimento entre as suas dependências e o porto na Roça Fernão Dias.

Padrão dos descobrimentos
Padrão dos descobrimentos São Tomé e Príncipe

O padrão assinala o local onde desembarcaram, em 1470, os primeiros descobridores portugueses, João de Santarém e Pêro Escobar.

Roça Belo Monte

Roça Belo Monte ilha do príncipe
A Roça Belo Monte é uma plantação de cacau, situada em um dos locais mais espetaculares da Ilha do Príncipe. O Hotel Plantação oferecerá aos visitantes doze suítes com uma escolha de três diferentes tipos de quartos com hospitalidade despretensiosa.


Roça São João dos Angolares

A Roça de São João dos Angolares fica no sul da ilha de São Tomé. Uma antiga exploração agrícola herdade do tempo da colonização portuguesa que, tal como outras, é dotada de casa principal, hospital e senzalas. É numa casa principal toda recuperada, respeitando toda a traça original e mantendo o espírito colonial nos seus quartos, que os hóspedes podem descansar adormecendo e acordando com o embalar do vento nas árvores e o chilrear dos inúmeros pássaros coloridos que aqui habitam e convivem com os turistas e habitantes. No hospital hoje pode-se encontrar o Hospital da Criação, um projecto da Roça Mundo que busca o ensino do artesanato e artes locais nas mulheres de São João dos Angolares como forma de rendimento e inserção numa sociedade pobre. Esta Roça é dotada de uma magnífica varanda onde se podem degustar os inúmeros pratos típicos, e também uma cozinha de fusão africana, preparados pelo conhecido João Carlos Silva, brindando os clientes com uma vista frondosa sobre a baía de São João dos Angolares.

Créditos de imagem: Bruno Correia | Isabel Saldanha | Jacques Le Roux | Cruza Mundos | Dário Paraíso | Soltrópico

Existem passeios turísticos onde poderá conhecer estes lugares e muito mais! clique aqui para saber quais são.

Já esteve em algum destes lugares?

Voos ida e volta para São Tomé desde 489,29€ na STP Airways

 

São Tomé desde 489,29€ partidas desde Lisboa Ida e Volta
A STP Airways, criada em 2008 pela EuroAtlantic Airways (a maior companhia aérea privada portuguesa, propriedade do empresário Tomaz Metello e do Grupo Pestana), pelo Estado de São Tomé e Príncipe, pelo Banco Equador e pelo Golfo Internacional Air Service, efetua atualmente o percurso Lisboa-São Tomé-Lisboa à sexta-feira, com aviões da EuroAtlantic, sendo a duração do voo entre os dois pontos de “aproximadamente seis horas”, precisa a transportadora aérea são-tomense.
Reserve Voos baratos aqui





Saiba mais sobre a campanha AQUI